Fronteira Festival
Data do Fronteira Festival / date
PT | EN

Programadores

Camilla Margarida

Produtora cultural e atua desde 2012 em diferentes projetos ligados a difusão do cinema e formação. Uma das fundadoras da BARROCA – Produções Artísticas e Cinematográficas Ltda ME, atua principalmente como produtora executiva, diretora de produção.  Desde a primeira Edião do Fronteira Festival, que acontece em Goiânia-GO, passou a se dedicar ao trabalho de pesquisa, programação e curadoria, integrando desde a terceira edição a comissão de seleção das mostras competitivas e paralelas do festival

Dalila Martins

Pesquisadora e crítica de cinema. Bacharel em Audiovisual pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e Mestre em Meios e Processos Audiovisuais pela mesma instituição, onde atualmente desenvolve doutorado sobre a obra de Danièle Huillet e Jean-Marie Straub. Foi redatora da Revista Cinética e colaboradora do periódico La Furia Umana. Publicou nos catálogos Retrospectiva Robert Bresson, Cinema de Garagem, 19º Festival do Filme Documentário e Etnográfico Fórum de Antropologia e Cinema e Mostra Escola: Cidade Aberta. Curou as mostras Breve Historia de la Experimentación Audiovisual Brasileña, Western: Diálogo com os Mortos e 15ª Mostra ABD Cine Goiás. Integra o grupo de pesquisa História da Experimentação no Cinema e na Crítica. Já ministrou cursos e palestras em IBRACO, Biblioteca Roberto Santos, Escola da Cidade, MAM-SP, Instituto Tomie Ohtake, Companhia Kiwi de Teatro etc. Expôs também alguns trabalhos em vídeo, dentre eles NU (2011), em coautoria com Carlos Fajardo.

Marcelo R. S. Ribeiro

Professor de História e Teorias do Cinema e do Audiovisual, atuando desde maio de 2017 na Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia. É doutor em Arte e Cultura Visual pela Faculdade de Artes Visuais da Universidade Federal de Goiás (2016), com pesquisa sobre cinema e direitos humanos; mestre em Antropologia Social pela Universidade Federal de Santa Catarina (2008), com pesquisa sobre as representações da África na filmografia de Tarzan; graduado em Ciências Sociais com Habilitação em Antropologia pela Universidade de Brasília (2005). É também fundador, autor e editor do incinerrante (http://www.incinerrante.com), cofundador, autor e editor do a quem interessar possa (http://www.aquem.in), crítico de cinema (tendo publicado em revistas virtuais e em jornais diários), programador e curador de mostras e festivais (de cineclubes a eventos nacionais e internacionais)

Rafael Parrode

Programador, crítico e pesquisador de cinema. Desde 2010 atua como produtor e curador de diversas mostras realizadas em Goiânia. Foi diretor e programador do Cine Cultura, redator da revista Cinética e é Diretor Artístico e Diretor de Programação do Fronteira desde sua primeira edição.

Ricardo Roqueto

Produtor cultural, diretor de cinema e músico. É um dos fundadores do grupo de música experimental Vida Seca, que participou de diversas trilhas sonoras para cinema, com destaque para o longa-metragem A Noite do Chupacabras (2011). Dirigiu os curtas Lutadoras - Histórias e Contradições Urbanas (2006), Interior (2015), Foi Deus Quem Me Deu (2016 - premiado no Festival do Minuto), Mecânica (2016) e Sorria (2017). Como produtor cultural atua desde 2012 no Teatro do campus Goiânia do Instituto Federal de Goiás. É colaborador do Fronteira desde sua primeira edição, trabalhando com legendagem


Newsletter

Assine nosso boletim