Fronteira Festival traz a Goiânia a obra da cineasta portuguesa Rita Azevedo Gomes Uma Mostra Retrospectiva de sua obra integra a programação

24/02/17

A terceira edição do Fronteira Festival do Filme Documentário e Experimental traz a Goiânia uma mostra dedicada aos filmes da cineasta portuguesa Rita Azevedo Gomes. Uma retrospectiva que contará com exibições de seus principais trabalhos.

O Fronteira acontece entre os dias 16 e 25 de março, no Cine Ritz, em Goiânia. A realização é da Barroca Produções e o projeto conta com recursos do Fundo Estadual de Cultura de Goiás, da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Goiás (Lei Goyazes) e da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

Segundo Rafael Parrode, curador da Retrospectiva Rita Azevedo Gomes, a cineasta portuguesa, apesar de uma carreira de mais de 30 anos, realizou poucos filmes, mas feitos com muito tempo, paciência, alma e paixão. Ele diz ainda que apesar de ser um trabalho sem precedentes no cinema, reconhecido e exibido por diversos festivais na Europa e na Ásia, esta será a primeira vez que o Brasil recebe uma mostra dedicada a ela.

 

Rita, cineasta da poesia

 

Nascida em Lisboa, em 1952, Rita tem um percurso variado, ligado às artes visuais. Começou por estudar Belas Artes, ligando-se ao cinema pouco a pouco. Envolveu-se em inúmeros projetos de teatro, ópera, artes plásticas e cinema, tendo desenvolvido, com grande reconhecimento, trabalhos gráficos em diversas edições de cinema da Cinemateca e da Fundação Calouste Gulbenkian.

 

Rafael Parrode comenta sobre como essa formação plural reflete em sua obra: “Seu trabalho é uma espécie de desdobramento do teatro, da pintura e da literatura até se transformar em imagem de cinema, sempre em busca das pulsões mais íntimas e frágeis de seus personagens e de si, criando experiências raras de cinema e de vida. Um cinema impregnado de poesia, ao mesmo tempo, um atestado da resistência do cinema como arte possível ainda nos dias de hoje.”

 

Em 1990, Rita realizou o seu primeiro filme: “O Som da Terra a Tremer”, mas obteve reconhecimento internacional com seu trabalho seguinte “Frágil Como o Mundo”. Realizou vários outros curtas e longas metragens importantes dos quais se destacam “A Vingança de Um Mulher” e “Correspondências” seu último longa que esteve em competição no último Festival de Locarno. Trabalha atualmente na Cinemateca Portuguesa como programadora.

 

 

Links de trailers:

Correspondências: https://www.youtube.com/watch?v=pa426Y8T-UE

A vingança de uma mulher: https://www.youtube.com/watch?v=mY7m7Uqdf-o

O som da terra a tremer: https://www.youtube.com/watch?v=XFXR1WyDJTs

 

 

FRONTEIRA – Festival da diferença

 

Entre os dias 16 e 25 de março, Goiânia se transforma na capital mundial dos filmes documentários, experimentais e sonoros produzidos nas mais diversas partes do planeta. Neste período, acontecem conjuntamente a terceira edição do Fronteira – Festival Internacional do Filme Documentário e Experimental (FFF) e a primeira edição da Bienal Internacional do Cinema Sonoro (BIS). Um tratado de cooperação sobre uma produção cinematográfica contemporânea, que não está nos catálogos das grandes salas de exibição, mas que representa a diversidade e a riqueza do mundo audiovisual enquanto produto de manifestações culturais e ideológicas. Nestes dez dias, as atividades e mostras acontecem nas duas salas do Cine Ritz (Rua 8, Centro), no Cine Cultura (Centro Cultural Marieta Telles Machado) e no Centro Cultural da UFG (Praça Universitária).

 

 

 

SERVIÇO:

III Fronteira – Festival Internacional do Filme Documentário e Experimental

16 a 25 de março – Cine Ritz, Cine Cultura e Centro Cultural UFG

 

Ingressos:

ABERTURA – Entrada Franca

Demais Mostras e sessões: R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia-entrada)

PACOTES PROMOCIONAIS EM CONSTRUÇÃO

 

Mais informações pelo Facebook ou sites:

Fronteira: @fronteirafestival - http://fronteirafestival.com/

BIS: @bienalcinema - www.bis.art.br.

 

Assessoria de imprensa Fronteira: Ana Paula Mota / Nádia Junqueira

anapaulamota@gmail.com / njunqueiraribeiro@gmail.com

Telefones: Ana Paula Mota > (62) 99941 – 5464 (Whats App)

Nádia Junqueira > (61) 98281 – 0759 (Whats App)

fronteira.imprensa@gmail.com