Fronteira Festival
Data do Fronteira Festival / date
PT | EN

Filmes por Mostra

 

Onomatorquestra

A Onomatorquestra, uma orquestra de sons, ruídos e silêncios, foi formada em 2016 pelo professor Guile Martins e estudantes do curso de Bacharelado em Cinema e Vídeo do Instituto Federal de Goiás (IFG), na Cidade de Goiás, como atividade do componente curricular “Teoria da Música e dos Sons para Cinema”. A teoria virou prática e a prática tornou audível o conceito de que sons e imagens contaminam-se mutuamente. Para a Onomatorquestra o ranger de uma árvore ou a pausa para uma respiração trazem tanta emoção quanto as notas de uma cítara. Deixando agora as fronteiras da escola, a Onomatorquestra irá executar ao vivo a trilha sonora de dois filmes silenciosos da cineasta Maya Deren, At Land (1944) e A Study in Coreography for Camera (1945), e a animação brasileira Caminho dos Gigantes (2016), de Alois Di Leo. Utilizando sintetizadores, grãos de areia, brinquedos de criança e nossos próprios corpos como produtores de ruído, a Onomatorquestra propõe uma experiência sinestésica capaz de transportar o espectador ao cinema dos primeiros tempos, quando orquestras escondidas no fosso, na coxia ou atrás da tela, executavam ao vivo o trilha sonora de filmes que eram muita coisa, menos mudos. Participantes: Agnaldo Batista, Ana Luiza Reis, Alexandre Ventana, Bianca Andrade, Carminha Lombardi, Guile Martins, João Batista Carvalho, Junior Cortes, Olismar Júnior, Matheus Amorim, Sankirtana Dharma, Silvana Beline, Vanessa Rodrigues, Victor Hugo Ferreira, Viviane Goulart e Yasmin Nascimento.

 

Caminho dos Gigantes

Alois Di Leo
2016 | 12 min | DCP | Colorido
Em uma floresta de a?rvores gigantes, Oquira? uma menina indi?gena de seis anos, vai desafiar o seu destino e entender o ciclo da vida.

Em Terra (At Land)

Maya Deren
1946 | 15 min | DCP | P&B
Silenciosamente, uma mulher acorda em uma praia enquanto as marés seguem ao contrário. Sua paisagem de sonhos se desdobra quando ela tenta localizar uma peça de xadrez viajando da praia para uma festa em uma estrada rural e depois de volta.
Um homem dança em vários locais, editado para ter um efeito fluente.